terça-feira, abril 26, 2005

Assobia e olha para o lado



No Portugal do faz de conta em que vivemos, mais uma estória triste!
O major, presidente dos presidentes (de certeza se há alguém represente os presidentes de seja o que fôr é este "senhor"), acusado de corrupção no futebol e municípios e negociatas imobiliárias tendo á mistura casas de alterne e prostitutas (diga-se de passagem que não tenho nada contra as prostitutas, o que me enoja é gente corrupta que realmente cometem o maior crime em democracia, um crime contra todos os cidadãos), foi permitido voltar a dirigir a liga de clubes e o metro do Porto. Isto não aconteceu porque o dito "senhor" foi considerado inocente. Não! Aconteceu porque o tribunal não revalidou a medida de coacção! Se este "senhor" fosse uma mulher que tinha abortado ou um miudo que fazia uns downloads e vendia uns jogos de PS2 a uns amigos para uns trocos não só a esta hora estava em prisão preventiva como a medida de coacção para continuar na prisão tinha sido revalidada de imediato. É este o legado do 25 de Abril que passou ontem? Esta noticia é reveladora da suposta "democracia" em que nos contam que vivemos. Mais oligarquia de uns poucos sobre os outros todos!
Ou seja, nestes 31 anos após a revolução os métodos da oligarquia para governar os restantes mudaram apenas a imagem mas o conteudo continua o mesmo.

5 comentários:

augustoM disse...

Somos um país de aparências e faz de conta, enqanto eles andam por aí. O que é preciso é avisar a malta.

Anónimo disse...

dizem as más línguas que este senhor ainda combina outros factores meio ocultistas ao manancial de actividades. Não tem contrato com o Bruxo Alexandrino, mas Os africanos Professor Mamadu, Mazimi ou raio que o parta, tratam-se por tu! Que artes mágicas encomenda este senhor? Nas escutas telefónicas, algumas chamadas são para o Zaire e Nigéria...algum arbitro desse continente ou alguma filiação política por resolver...Quiça?
Assinado: o anonymous do terapia

NeuroGlider disse...

Bem ele é bem amigo do mercenário Nino e não me admirava nada que andassem por aí negociatas de diamantes e armas.

Prometeu disse...

Tudo ficará igual até provocarmos a mudança.

Prometeu

Biranta disse...

Concordo! Uma coisa assim só pode ser bruxaria. Conheço uma pessoa, descendente de militares de alta patente, que me contou esta história do dito:
Antes do 25 de Abril, foi expulso da tropa por roubar, porque já nessa altura se dedicava a "negócios" escusos, (deve vir daí a sua ligação às coisas do oculto). Depois do 25 de Abril, foi "ressarcido", coitadinho, porque tinha sido perseguido pelo regime anterior. Recebeu uma bruta indemnização e só não foi reintegrado nas forças armadas porque não quis, porque tinha outros negócios e interesses mais rentáveis. Portanto, nos meios que lhe são próximos, a sua fortuna terá origem nesta indemnização (mais os bens de família), que assim recompensou o seu crime anterior.
Disseram-me também que, oriundo duma família de gente culta e de bem, os próprios parentes o evitam, porque é uma espécie de ovelha negra. Enquanto que os outros são gente instruída, ele não quis estudar. Vê-se porquê! Estou a contar isto, aqui, porque acho que é um bom exemplo da demagogia pós 25 de Abril, de que se aproveitaram todos os indivíduos deste tipo, mas que para os cidadãos honestos, de nada serviu, como se vê pela actual situação.
O que eu pergunto é: que raio de "competências" tão especiais e singulares é que um marmanjo destes tem, para acumular tanto cargo: Liga de Clubes, Câmara Municipal, Metro do Porto, mais as suas, várias, próprias empresas... nunca mais acaba. O homem, apesar de ser um analfabeto, por opção, deve ser um génio (da vigarice), para os atrasados mentais que o rodeiam e o nomeiam para tudo e mais alguma coisa. Só assim se compreende que seja titular de tanto cargo, alguns dos quais bem pagos pelo estado. E continua em todos eles, apesar de todos os escândalos... Com o País nas mãos de gente assim, o que é que se espera que seja a nossa vida política, económica e social?